Publicidade :

Publicidade :
Últimas Notícias

Quase metade dos candidatos da Paraíba não tem ensino superior

Praticamente a metade dos candidatos nas eleições deste ano na Paraíba não possui ensino superior completo. Dos 557 postulantes que protocolaram pedido de registro de candidatura no Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba, 274 (49,19%) não concluíram ou sequer iniciaram curso em uma faculdade. Os dados estatísticos foram produzidos pelo Tribunal Superior Eleitoral.

No grupo dos 49,19% sem curso superior, a maioria tem o ensino médio completo. Estes são 158 candidatos, o que significa 28,37%. Dos demais, 59 candidatos (10,59%) indicaram possuir o ensino superior incompleto, 12 (2,15%) o ensino médio incompleto, 21 (3,77%) o ensino fundamental completo e 20 (3,59%) mostraram que só têm o ensino superior incompleto.

Ainda neste grupo, quatro candidatos (0,72%), a exemplo do deputado federal Tiririca (PR) que disputa a reeleição em São Paulo, declaram que apenas sabem ler e escrever, portanto, não começaram nem o ensino fundamental. Três dos postulantes concorrem ao cargo de deputado estadual e um ao de deputado federal.

Dos 283 candidatos que possuem ensino superior completo, seis concorrer a governador, seis a vice-governador, seis a senador, cinco a 1º suplente de senador, quatro a 2º suplente de senador, 53 a deputado federal e 203 a deputado estadual.

Portal Arara
Fonte : Portal Correio

Após 16 horas de velório e desfile em carro aberto, Ariano é enterrado

Após 16 horas de velório, o corpo do escritor, dramaturgo e poeta Ariano Suassuna foi enterrado no Cemitério Morada da Paz, em Paulista, no Grande Recife, nesta quinta-feira (24). O sepultamento foi precedido pela leitura de dois poemas, a pedido da viúva, Zélia de Andrade Lima. Um dos netos do casal, João Suassuna, recitou "Acahuan", que Ariano escreveu em homenagem a seu pai, e "A mulher e o reino", feito para a esposa. Todos os parentes acompanharam a leitura muito emocionados, e Zélia foi amparada por eles.

Durante a cerimônia, que durou aproximadamente uma hora, muitos fãs e amigos também prestaram suas últimas homenagens ao escritor. A neta Germana Suassuna, psicóloga, fez questão de destacar a importância da população no momento de despedida de seu avô. "Dentro da corda [que separava os familiares e amigos dos admiradores], está o Brasil oficial. Mas meu avô gostava mesmo era do Brasil real, que está fora da corda", disse, seguida de muitos aplausos.

O caixão chegou ao cemitério pouco antes das 17h, após ter desfilado em carro aberto, em um veículo do Corpo de Bombeiros, fazendo o percurso desde o Palácio do Campo das Princesas, local do velório. Ainda no palácio, no centro do Recife, os netos de Ariano carregaram o caixão até o carro, ao mesmo tempo em que os presentes aplaudiam e cantavam -- o frevo "Madeira que cupim não rói" e o grito de guerra do Sport, time do coração do autor. Um dos filhos de Ariano, o artista plástico Dantas Suassuna, acompanhou o caixão do pai durante o trajeto. A cerimônia de sepultamento contou ainda com salva de tiros, a execução instrumental da Ave Maria e da Oração de São Francisco e uma chuva de pétalas.
Dantas Suassuna, filho de Ariano, acompanha o caixão do pai no percurso entre o velório e o cemitério (Foto: Kety Marinho / TV Globo)Dantas Suassuna (de camisa azul) acompanha o caixão do pai no percurso entre o velório e o cemitério (Foto: Kety Marinho / TV Globo)


No percurso de 40 minutos até o cemitério, muitas pessoas foram às ruas do Recife e Olinda para acompanhar a passagem do corpo de Ariano Suassuna. A população aplaudia quando o carro do Corpo de Bombeiros passava e entoava o nome do escritor paraibano. No Cemitério Morada da Paz, familiares e amigos também seguiram de perto o caixão de Suassuna até o local onde foi enterrado.

Desde a noite de quarta-feira (23), até a tarde desta quinta, foi grande o número de familiares, amigos e fãs que passaram pelo Palácio das Princesas, durante o velório. O caixão esteve o tempo todo coberto por bandeiras do Sport, da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), de Pernambuco e do Brasil.

A presidente da República, Dilma Rousseff, passou cerca de 40 minutos no local, onde conversou com familiares do escritor e com políticos, como o governador de Pernambuco, João Lyra Neto, e o candidato a presidente pelo PSB, Eduardo Campos. Dilma deixou o local sem fazer declaração pública. Também estiveram presentes o ministro dos Esportes, Aldo Rebelo; os governadores Ricardo Coutinho (Paraíba) e Jaques Wagner (Bahia); o senador Humberto Costa e o prefeito doRecife, Geraldo Julio.
Caixão com o corpo de Ariano Suassuna chega ao cemitério (Foto: Vitor Tavares / G1)Caixão com o corpo de Ariano Suassuna chegou ao cemitério pouco antes das 17h (Foto: Vitor Tavares / G1)


A missa de corpo presente foi celebrada pelo arcebispo de Olinda e Recife, Dom Fernando Saburido, e acompanhada com muita emoção por parentes, amigos e admiradores de Ariano Suassuna, no final da manhã . A celebração durou cerca de uma hora e Saburido destacou que Ariano, reconhecidamente espirituoso e assumido devoto de Nossa Senhora, era conhecido por ser um homem de fé. Uma mensagem preparada pela Arquidiocese especialmente para a ocasião foi lida. Em forma de poesia, um trecho dizia: "A morte nunca é sina. É vida com outro nome". O texto impresso foi entregue pelo arcebispo nas mãos da viúva, Zélia.

Filha de Ariano Suassuna e atual secretária de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos do Recife, Ana Rita Suassuna se emocionou ao falar do pai, ressaltando o grande homem que ele foi não somente nas artes, mas também em casa. De acordo com ela, a felicidade com que o escritor passou os últimos dias amenizou, de certa forma, o sofrimento dos parentes. "Na última semana, ele fez duas aulas-espetáculo, uma no Teatro Castro Alves, em Salvador, e outra em Garanhuns. E a satisfação dele, quando chegou em casa, contando com alegria a festa que foram essas duas aulas. Então, a Caetana [como Ariano chamava a morte] chegou, mas ele está aqui presente com a gente", contou.

Para a filha mais velha de Ariano, Maria das Neves, o carinho demonstrado pelas pessoas ao pai é o maior legado que ele deixa. "O maior legado que fica é o carinho que as pessoas têm por ele, não é nem tanto a obra. Esse carinho está vindo de todo o Brasil, estamos recebendo muitas mensagens", afirmou, agradecendo especialmente ao apoio que as pessoas têm dado à mãe, Zélia.

Durante o velório, um admirador de Ariano cantou o frevo "Madeira que cupim não rói", um dos preferidos do escritor, e chegou a arrancar aplausos dos familiares que estavam presentes. Enrolado em uma bandeira de Pernambuco e falando em voz alta, Jackson Nascimento lembrou a grande presença do Sertão nas obras do mestre, destacando que o povo da região sente muito orgulho de ser representado por um autor como ele. "O mestre não morre, ele permanece", resumiu.
Presidente Dilma Rousseff com o governador João Lyra Neto e a viúva, Zélia de Andrade Lima; fã homenageia Ariano cantando frevo; os diretores Guel Arraes e Luiz Fernando Carvalho (Foto: Vitor Tavares, Renan Holanda e Katherine Coutinho)Presidente Dilma Rousseff com o governador João Lyra Neto e a viúva, Zélia de Andrade Lima; fã homenageia Ariano cantando frevo; os diretores Guel Arraes (D) e Luiz Fernando Carvalho (Fotos: Vitor Tavares, Renan Holanda e Katherine Coutinho / G1)


O cineasta e diretor de televisão carioca Luiz Fernando Carvalho foi se despedir do escritor, de quem adaptou três obras para a televisão. "Você perguntava sobre a diferença entre jagunço e capanga e vinha uma aula sobre geografia, sobre música sertaneja, sobre geologia, sobre canto. [Ariano] É um tesouro, é um cometa raro", lamentou.

O também cineasta e diretor de televisão Guel Arraes definiu Ariano como um grande humanista. "Eu tive o privilégio de conhecê-lo. Em diversas ocasiões, desde pequeno, no trabalho, convivi com ele. Ele é um homem que viveu de acordo com as suas ideias, um homem simples, que conversava com o povo, viveu sempre perto de suas origens e, assim, se tornou universal."

Suassuna morreu na quarta (23), aos 87 anos. Ele estava internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Português, onde foi submetido a uma cirurgia após sofrer um acidente vascular cerebral (AVC) do tipo hemorrágico, na segunda (21).
Em março de 2010, Ariano Suassuna deu uma aula-espetáculo durante o Festival de Teatro de Curitiba (Foto: Lenise Pinheiro / Folhapress)Em março de 2010, Ariano Suassuna deu uma aula-espetáculo durante o Festival de Teatro de Curitiba (Foto: Lenise Pinheiro / Folhapress)



Portal Arara

Fonte : G1 PE

Contas de 2012 do ex-prefeito Dinda são aprovadas mas ele precisará pagar multa

O Tribunal de Contas da Paraíba, reunido nesta quarta-feira (23), manteve, em grau de recurso, a reprovação às contas de 2008 do ex-prefeito de Itatuba Renato Lacerda Martins, reduzindo, todavia, para R$ 206.847,66 o débito inicial de R$ 936.945,65 a ele imposto em novembro de 2011, quando do primeiro julgamento. A redução de débito superou os R$ 730 mil.
O ex-prefeito, que desta vez apresentou documentos comprobatórios da lisura de grande parte das despesas ordenadas no exercício de 2008, também teve a multa inicial de quase R$ 93,7 mil reduzida a R$ 20,6 mil, o equivalente a 10% do débito restante. A decisão desta quarta-feira deu-se conforme voto do conselheiro substituto Renato Sérgio Santiago Melo, relator do processo.
Na mesma sessão, o TCE emitiu parecer contrário à aprovação das contas de 2012 da prefeita de Santana de Mangueira Tânia Mangueira Nitão Inácio, após voto de desempate proferido pelo conselheiro-presidente Fábio Nogueira. Pesou, notadamente, em sua decisão – da qual ainda cabe recurso – o recolhimento insuficiente de contribuições previdenciárias, no citado exercício.
O ex-prefeito de Casserengue Genival Bento da Silva obteve a aprovação das contas de 2012, mas a ele o TCE aplicou a multa de R$ 8.815,42, em decorrência de infrações a normas legais, como propôs o conselheiro substituto Oscar Mamede Santiago Melo, relator do processo. O prefeito de Dona Inês, Antonio Justino de Araújo Neto, teve aprovadas as contas de 2012.
Em fase recursal, o ex-dirigente da Superintendência de Obras do Plano de Desenvolvimento do Estado (Suplan), Vicente de Paula Matos, teve as contas de 2007 aprovadas, também, na manhã desta quarta-feira.
Houve aprovações, ainda, às contas de 2012 das Câmaras de Vereadores de Boa Ventura, Serra Grande e Ibiara, de cujos processos foi relator o conselheiro Fernando Catão. Outra Câmara Municipal, a de Desterro, obteve a aprovação das contas de 2012 sob relatoria do conselheiro Umberto Porto. As da Câmara de Gurinhém, de igual exercício, foram aprovadas por maioria de votos.
Os processos constantes da pauta de julgamentos representavam movimentação de recursos da ordem de R$ 165.916870,92. Da sessão plenária presidida pelo conselheiro Fábio Nogueira participaram os também conselheiros Umberto Porto, Fernando Catão e André Carlo Torres Pontes. Ainda, os auditores substitutos de conselheiros, Marcos Costa, Oscar Mamede e Renato Sérgio Santiago Melo. O Ministério Público de Contas esteve representado pela procuradora Sheyla Barreto Braga de Queiroz.

Portal Arara
Fonte: TCE-PB

Aesa prevê chuvas abaixo da média histórica e seca na PB nos próximos três meses

A meteorologista da Agência Executiva de Gestão das Águas do Estado da Paraíba (Aesa), Marle Bandeira, informou nessa quarta-feira (23) que as previsões apontam escassez de chuvas, com índices abaixo da média histórica na Paraíba, nos próximos meses.
Apesar da situação meteorológica pessimista, ela adiantou que há possibilidade de mudança. As colocações foram feitas pela especialista durante uma reunião com a diretoria da Associação dos Plantadores de Cana da Paraíba (Asplan), na sede da entidade, em João Pessoa.
“No período de agosto a outubro, não há indícios de maior quantidade de chuva, porque as águas do Atlântico continuam frias e por isso não há muita formação de nuvens e, consequentemente, há pouca expectativa de precipitações”, explicou a meteorologista, lembrando que mesmo em anos atípicos a maior concentração de chuva ocorre entre os meses de abril e julho. Embora em menor volume, ela frisa, no entanto, que nem sempre as chuvas escassas e abaixo da média significam secas.
Os dirigentes do setor canavieiro paraibano que, no momento, está em período de plantio, receberam com apreensão a notícia de que haverá poucas chuvas nos próximos 90 dias. “Já sofremos demais em 2012/13 e, justamente, quando estamos preparando nossos canaviais para a próxima safra vem uma notícia dessa que nos preocupa porque já temos produtores, em pleno mês de julho, precisando irrigar suas lavouras em função das poucas chuvas, numa situação extremamente adversa”, afirma o presidente da Asplan, Murilo Paraíso.
Segundo o coordenador do Departamento Técnico da Asplan (DETEC), Vamberto Rocha, o objetivo da palestra foi fazer uma projeção das condições climáticas nos próximos meses, para nortear as ações no campo neste período. “A escassez de chuvas já está prejudicando o plantio e essa previsão de que teremos poucas chuvas nos próximos meses nos deixa ainda mais apreensivos”, finalizou.

 Portal Arara
Fonte : portalcorreio

Irmão de Cássio quebra o silêncio e define denúncia de Ricardo Coutinho como desespero

Por meio de Redes Sociais, o irmão do senador Cássio Cunha Lima, o vice-prefeito de Campina Grande, Ronaldo Cunha Lima Filho (PSDB),rebateu denuncia formulada pela Coligação A Força do Trabalho que tem a frente o governador Ricardo Coutinho (PSB) como candidato a reeleição e que acusou o grupo tucano na Paraíba de estar comprando prefeitos.
Numa curta postagem, Ronaldinho enfatizou que os denunciantes cometeram um”crime”:
“O desespero e o desatino tomaram conta dos adversários. A pretexto de denunciar um crime inexistente, terminaram eles por cometer o crime”, disparou o irmão do senador Cássio Cunha Lima (PSDB), candidato ao governo da Paraíba pela coligação A Vontade do Povo”. 
ENTENDA:  A Coordenação Jurídica da coligação “A Força do Trabalho” denunciou, nesta quinta-feira (24), em entrevista coletiva na sede da Associação Paraibana de Imprensa (API), em João Pessoa, um suposto esquema de corrupção eleitoral, envolvendo a “compra” do apoio político de prefeitos de vários municípios da Paraíba. De acordo com os advogados Fábio Rocha, Celso Fernandes e Francisco Ferreira, os fatos foram apurados por meio da gravação telefônica de uma ligação realizada pelo jornalista e ex-secretário de Estado, Sales Dantas, para o prefeito de Caiçara, Cícero Francisco (PSB).
Segundo ele Célio Alves, que é um dos coordenadores da campanha socialista,Sales Dantas teria se identificado na conversa como Valdo Tomé, chefe de gabinete do senador a governador Cássio Cunha Lima (PSDB). Ele teria feito o papel de intermediador da negociação que envolveu o apoio político do prefeito Cícero Francisco, confirmado dias após pelo candidato tucano ao Governo do Estado.
“O jornalista Sales Dantas, se passando por chefe de gabinete, conversou com o prefeito sobre a adesão ao senador. Falou-se em R$ 200 mil reais, o prefeito revelou que tinha acertado com o presidente da Assembleia [Legislativa da Paraíba, Ricardo Marcelo (PEN)], por R$ 600 mil e que esse valor seria para ele, e R$ 200 e pouco mil para os vereadores de sua bancada e o vice-prefeito, mas ele queria antes de bater o martelo e fechar a negociação, sentar e conversar com o senador Cássio. Esse foi, basicamente, o teor da conversa com o prefeito de Caiçara, Cícero Francisco”, disparou Célio Alves.

Portal Arara
Fonte : Henrique Lima/PB Agora

PSB divulga áudio de ligação telefônica referente à suposta “compra de prefeito”

A assessoria de imprensa do Partido Socialista Brasileiro (PSB) na Paraíba divulgou, no final da tarde desta quinta-feira (24), o áudio relativo à suposta “compra de prefeitos”, denunciada pela assessoria jurídica da coligação “A Força do Trabalho”, em coletiva na sede da Associação Paraibana de Imprensa (API). De acordo com os assessores do PSB, na gravação é possível escutar o diálogo entre o jornalista e ex-secretário de Estado da Pesca, Sales Dantas, e o prefeito de Caiçara, Cícero Francisco da Silva (PSB).
Durante a conversa, eles negociam um suposto apoio político do gestor, do vice-prefeito de Caiçara e de quatro vereadores do município. Sales Dantas se identifica no áudio como Valdo Tomé, chefe de gabinete do senador e candidato ao Governo, Cássio Cunha Lima (PSDB). 
Confira o áudio:


No início da tarde, os advogados da coligação “A Força do Trabalho” protocolaram, junto a Polícia Federal, a denúncia sobre esquema de corrupção nas eleições da Paraíba. Segundo eles, o esquema envolve a compra de apoio político promovido pela coligação “A Vontade do Povo”, encabeçada pelo senador e candidato ao governo, Cássio Cunha Lima; o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Ricardo Marcelo; o prefeito de Caiçara, Cícero Francisco da Silva; o vice-prefeito da cidade e quatro vereadores da região.
De acordo com um dos advogados da coligação, Celso Fernandes, a gravação cita nomes de diversas lideranças políticas. “A gravação é contundente, cita nominalmente as pessoas da coligação adversária e cita nominalmente valores de R$ 200 mil e de R$ 600 mil. Os valores pagos pelo suposto apoio tem sido depositado na conta de “laranjas”, afirmou o advogado.

Portal Arara
Fonte : Ângelo Medeiros/WSCOM Online

Botafogo-PB perde para o Santa Cruz e está fora da Copa do Brasil

No estádio Arruda sem público, devido a punição que o Santa Cruz cumpria, o Botafogo-PB tentava a classificação na Copa do Brasil, para chegar pela primeira vez à terceira fase da Copa do Brasil. Mas o Belo não fez uma boa partida, perdeu o jogo por 2 a 1, com dois gols de Léo Gamalho para o time pernambucano, e Lenílson marcando para o Bota-PB, e está eliminado da competição.
O jogo começou muito estudado. O Santa Cruz tentava assumir as ações, mas sem arriscar muito. Já o Botafogo-PB se fechou, e buscou neutralizar as jogadas do time pernambucano. Porém os volantes do Belo estavam muito distante da defesa, e o time não tinha saída de bola, além de dar espaços para o meio campo do tricolor de Recife.
A primeira jogada de perigo da partida aconteceu aos 13 minutos. O lateral direito Tony, do Santa Cruz, avançou pelo meio, e com o buraco no meio campo do Bota-PB, ele viu espaço para ajeitar e chutar. A bola explodiu no travessão de Genivaldo.
E em outra falha, saiu o gol do Santa. Em bola cruzada da direita, Léo Gamalho apareceu livre no meio da zaga e só escorou a bola para o fundo das redes, aos 20 minutos, abrindo o placar.
Após o gol, o Botafogo-PB buscou corrigir as falhas de marcação, orientados pelo treinador Marcelo Vilar. Já o Santa Cruz tentou administrar a vantagem, e deixou um pouco de lado as jogadas ofensivas.
Na segunda metade do primeiro tempo, o Bota-PB buscou o empate, e tentou pressionar, mas sem muita objetividade.
Mas o ímpeto ofensivo deu resultado pouco antes do intervalo. Aos 44 minutos, Rafael Aidar fez boa jogada pela direita, driblou o marcador e cruzou na cabeça de Lenílson, que apareceu livre na pequena área e escorou de cabeça para empatar a partida.
Segundo tempo
Na volta do intervalo nenhuma das duas equipes parecia estar satisfeita com o empate, que levava a partida para os pênaltis.
E logo aos 5 minutos apareceu a primeira oportunidade para o Botafogo-PB. Pio cobrou falta da intermediária. Magno Alves desviou de cabeça, e a bola passou perto da trave direita de Tiago Cardoso.
Aos 10, em nova cobrança de falta, agora do lado esquerdo de atauque, Pio cobrou novamente. A bola foi no segundo pau, e encontrou André Lima livre. Sem ângulo, ele cabeceou para o meio, mas nenhum companheiro de time apareceu para completar a jogada.
O Santa Cruz apareceu pela primeira vez aos 22 minutos. Memo brigou com Aidar, saiu com a bola, avançou livre pela intermediária e chutou de fora da área, saindo com perigo a esquerda de Genivaldo. Um minuto depois, Léo Gamalho apareceu bem pela direita e chutou cruzado. A bola passou por toda a pequena área, e por pouco Danilo Pires não chega para completar para o gol.
E aos 32 minutos, Natan deu um grande passe para Léo Gamalho, que apareceu livre entra a defesa do Botafogo-PB. Genivaldo refugou na saída, e o atacante avançou e tocou por cima do arqueiro do Belo para colocar o Santa Cruz a frente do placar mais uma vez.
O Belo tentou o empate aos 38. Pio cobrou falta na área. Izaias apareceu livre, mas cabeceou nas mãos de Tiago Cardoso.
No fim da partida, aos 43 do segundo tempo, o Santa contra atacou com 5 jogadores contra apenas o André Lima. Natan recebeu na direita, passou por Genivaldo e chutou. O zagueiro do Belo tirou em cima da linha. Na sequência, no bate-rebate, o ataque do Santa Cruz mandou a bola por cima do gol.
Com o placar de 2 a 1, o Botafogo-PB está fora da Copa do Brasil, e volta as atenções para a Série Co do Brasileiro. No sábado (26), o Belo enfrenta o Fortaleza, na capital cearense, às 19h.

Portal Arara
Fonte : Élison Silva/Vozdatorcida

TRE-PB defere 29 candidaturas e nove renúncias são homologadas

O Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba julgou nesta quarta-feira 38 registros de candidaturas, sendo 29 deferidos e nove renúncias homologadas. Entre os registros deferidos estão as candidaturas de Antonio Ferreira Lima Neto Radical) ao cargo de governador  e de Lena Leite Dias, a vice-governadora pelo PSTU, que também teve deferido os registros de dois candidatos a deputado estadual.

Os outros registros deferidos pertencem a coligação A Força do Trabalho 4, que tem cinco partidos na coligação: PSL, PC do B, PHS, PPL e PV.  A Corte Eleitoral votou pela regularidade do DRAP (Demonstrativo de Regularidade  e Atos Partidários) deferindo os registros de candidaturas de 24 candidatos a deputado estadual.

Portal Arara
Fonte : Click PB

Campinense jogará primeira partida como mandante no Almeidão

site oficial da CBF já confirmou o novo local para a primeira partida do Campinense como mandante na Série D: será o Almeidão, em João Pessoa. A Raposa cumprirá punição imposta em 2012 pelo STJD.
A partida será válida pela 2ª rodada da competição e o adversário será a Jacuipense, da Bahia. Os times estão situados no Grupo A 3. O jogo estava previsto para o domingo (03), mas agora será no sábado (02).
Em 2012, Baraúnas-RN e Campinense foram punidos após confusão generalizada em jogo decisivo em Mossoró, onde disputavam uma vaga para a Série C 2013. Porém, a punição foi estabelecida apenas para campeonatos nacionais, por isso a Raposa cumprirá quase 2 anos depois.
O Campinense estreia na Série D no próximo domingo (27) contra o Central, em Caruaru. Na primeira rodada, a Raposa folgou. A Jacuipense é o líder do grupo, pois venceu o Coruripe fora de casa; A vice-liderança está com Baraúnas e Central, que empataram no Rio Grande do Norte.

Portal Arara
Fonte : WSCOM Online

Publicidade :

Publicidade :

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Hebergeur d'Images Gratuit

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Hebergeur d'Images Gratuit

Publicidade :

Publicidade :

Publicidade

Hebergeur d'Images Gratuit

Publicidade :

Publicidade :

Publicidade

Hebergeur d'Images Gratuit

Publicidade

Publicidade

Publicidade :

Hebergeur d'Images Gratuit

Publicidade

Publicidade

Publicidade : 2

Publicidade : 2
SEU BANNER AQUI APENAS 15 REAIS

Publicidade :3

Publicidade :3
SEU BANNER AQUI APENAS 15 REAIS

Publicidade : 4

Publicidade : 4
SEU BANNER AQUI APENAS 15 REAIS

Publicidade : 5

Publicidade : 5
SEU BANNER AQUI APENAS 15 REAIS

Publicidade

Hebergeur d'Images Gratuit

Publicidade

Publicidade

Publicidade :

Publicidade :

Publicidade :

.

.
 
Portal Arara : Centro | Arara | Paraiba
Criado em Junho de 2010. Bem Vindo ao Portal Arara Há 4 anos Sinônimo de Credibilidade
Todos os direitos reservados-Editado Por IL Produações Audivirsual
Contato : Email : portalararapb@bol.com.br