Publicidade :

Publicidade :

Publicidade :

Publicidade :
ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Seca, crime e imprudência provocam incêndios que ameaçam plantações na PB

Agricultores dizem que são ameaçados
Agricultores dizem que são ameaçados
A região da cidade de Sousa, a 429 km de João Pessoa, no Sertão paraibano, tem registrado em média 16 incêndios por mês. No dia 22 de agosto, o Corpo de Bombeiros foi acionado para conter as chamas de um incêndio de grandes proporções, às margens da BR-230. A maior parte dos casos começa através de pessoas que queimam lixo ou vegetação. Mas também há denúncias de crimes cometidos contra propriedades de agricultores.

Leia mais Notícias no Portal Correio
De acordo com os bombeiros em Sousa, os focos de incêndio começam de forma discreta, mas devido ao clima seco e a falta de chuvas na região, acabam se alastrando com muita facilidade, causando os estragos. Segundo estatísticas do Corpo de Bombeiros, nos meses de julho e agosto deste ano, 32 ocorrências foram registradas na cidade, sendo 16 em cada mês.

A maior parte dos focos de incêndio está em terrenos baldios e áreas de preservação ambiental. Conforme levantamento do Corpo de Bombeiros em Sousa, das 32 ocorrências, 26 foram registradas nessas área de preservação e apenas seis em terrenos baldios.

Já na região que abrange Patos, Cajazeiras, Sousa, Pombal e Catolé do Rocha, foram 96 casos em terrenos baldios e 36 focos fora de áreas de preservação ambiental, nos meses de junho e julho de 2014.

Um dos casos mais recentes foi identificado no dia 22 de agosto, quando um incêndio de grandes proporções atingiu uma plantação de coco na cidade de Sousa. O Corpo de Bombeiros disse que demorou cerca de cinco horas para conter as chamas que se espalharam por 10 hectares.
De acordo com agricultores responsáveis pelas plantações, eles têm recebido ameaças e denunciam que criminosos estariam agindo para provocar as ocorrências. A polícia investiga o caso, mas ninguém foi detido.
As plantações de coco em Sousa têm produção média de 400 mil frutas por mês. A atividade gera cerca de 11 mil empregos diretos e indiretos, com distribuição local e para Brasília, Fortaleza, Recife, Rio de Janeiro e São Paulo.
Não é a primeira vez que esses locais sofrem com incêndios. Em 2012, plantações de frutas foram destruídas por chamas provocadas por um fio desencapado.

Portal Arara
Fonte : Portal Correio

Avaliação positiva da administração de Ricardo é de 45%, aponta Ibope

A administração de Ricardo Coutinho (PSB), na Paraíba, é avaliada positivamente por 45% dos entrevistados em pesquisa Ibope divulgada na sexta-feira (19). De acordo com a pesquisa, outros 34% dizem considerar a gestão de Ricardo "regular"; 18% consideram "ruim" ou "péssima". Outros 3% não souberam responder.




O resultado da pesquisa de avaliação da administração é:

- Ótimo: 12%
- Bom: 33%
- Regular: 34%
- Ruim: 6%
- Péssimo: 12%
- Não sabe/não respondeu: 3%

No levantamento anterior, 11% consideraram a administração ótima; 32%, boa; 33%, regular; 10%, ruim; 12%, péssimo; e 2% não souberam ou não responderam.

Os entrevistados também foram questionados sobre se confiam ou não confiam no governador Ricardo Coutinho. Segundo o Ibope, 53% dos entrevistados confiam, 38% não confiam e 8% não sabem ou não responderam.

A pesquisa foi encomendada pelas TVs Cabo Branco e Paraíba.

O Ibope fez a pesquisa entre os dias 16 e 18 de setembro. O instituto ouviu 812 eleitores em 42 municípios. A margem de erro é de três pontos percentuais, para mais ou para menos.

O nível de confiança é de 95%. O que quer dizer que, se levarmos em conta a margem de erro de três pontos para mais ou para menos, a probabilidade de o resultado retratar a realidade é de 95%.

A pesquisa está registrada no Tribunal Regional Eleitoral com o número PB-00029/2014 e no Tribunal Superior Eleitoral sob o protocolo BR-00684/2014.




Portal Arara

Fonte : G1 PB

Cras de Arara promoveu Semana de Convivência Familiar

Nesta semana foi realizada em Arara a Semana de Convivência Familiar promovida pelo Cras Arara com a participação da Escola Municipal Luzia Laudelino de Medeiros.

Veja as imagens :






Redação/Portal Arara

Fotos : Cras Arara

Cássio é o candidato mas rejeitado entre os eleitores, aponta pesquisa ibope

debate-tv-master-1348-Cópia-692x360
Pesquisa Ibope divulgada neste final de semana no Jornal da Paraíba mostra que no quesito rejeição o senador Cássio Cunha Lima, candidato do PSDB ao Governo do Estado, ocupa a primeira posição, com 29%. Ele subiu 6 pontos em relação à consulta anterior, que era de 23%. Já o governador Ricardo Coutinho, candidato do PSB à reeleição, que liderava com 33%, caiu para 26%, uma diferença de 7 pontos. O terceiro lugar em rejeição é peemedebista Vital do Rêgo Filho, que passou de 22% para 23%.
Os outros candidatos também tiveram oscilações. Antônio Radical (PSTU), que na última pesquisa contava com 18% de rejeição, passou para 21%. Tárcio Teixeira (PSOL) está com 20%, um ponto a menos que no levantamento anterior (21%). Major Fábio (PROS) também diminuiu a taxa de rejeição, que era de 21% e passou para 18%.
As maiores taxas de rejeição de Cássio estão entre os eleitores do sexo masculino (32%), com idade entre 35 e 44 anos (32%), com nível superior (40%) e com mais de dois salários mínimos (35%). Com o candidato do PSB, os maiores índices estão entre os eleitores do sexo masculino (30%), com idade entre 16 e 24 anos (30%), com ensino médio (29%) e com renda familiar até um salário mínimo (30%).
De acordo com a pesquisa, Cássio tem maior rejeição na região da Mata, que inclui João Pessoa e o Litoral, com 38%. O menor desgaste está no Agreste, com 17%. Já Ricardo apresenta maior rejeição na região da Borborema, que compreende Campina Grande, com 29% das intenções de voto. Seu menor índice é no Agreste, com 23%. Os eleitores que poderiam votar em todos os candidatos somam 13% e os que não sabem ou não responderam, 13%.
Encomendada pelo Sistema Paraíba de Comunicação, a pesquisa foi realizada entre os dias 16 a 18 deste mês. O Ibope entrevistou 812 eleitores. A margem de erro estimada é de 3 pontos percentuais para mais ou para menos e o nível de confiança utilizado é de 95%. Isso quer dizer que há uma probabilidade de 95% dos resultados retratarem o atual momento eleitoral, considerando a margem de erro.

Portal Arara
Fonte : Bananeiras Online com Assessoria 

Metade da população não tem Previdência na Paraíba

Percentual de trabalhadores sem cobertura na Paraíba foi maior que a taxa do Brasil. Quase 1 milhão de trabalhadores paraibanos estão sem cobertura, ou seja, não possuem carteira assinada.
Metade da população não tem Previdência na PB (Foto: Rizemberg Felipe)
Metade da população não tem Previdência na PB (Foto: Rizemberg Felipe)
Mais da metade da população economicamente ativa na Paraíba não tem garantia de uma aposentadoria na velhice. O percentual de trabalhadores sem cobertura do Instituto de Previdência Social no ano passado (54,8%) na Paraíba foi maior do que a taxa do Brasil (38,1%) e semelhante à do Nordeste (54,9%). Apesar de ter registrado queda ao longo dos últimos cinco anos, o índice de paraibanos sem Previdência Social no Estado vem reduzindo em ritmo mais lento do que no país e na Região.
Os dados estão registrados na Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad), divulgada esta semana pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Em números absolutos, significa que de 1,794 milhão de paraibanos inseridos na população economicamente ativa, quase 1 milhão de trabalhadores (983 mil) estão sem cobertura do Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS), ou seja, não têm carteira assinada.
Em 2007, o percentual de contribuintes da Previdência na Paraíba era de 65,9% e em 2013 foi de 54,8%, uma queda de 16,84% no período. A retração entre 2012 (56,3%) e o ano passado foi de 2,6%. 
No Nordeste, a taxa de pessoas sem cobertura do INSS em 2007 era de 67,9% e em 2013 passou para 54,9%, o que representa uma queda maior do que a paraibana (19,14%). A redução no ano passado foi de 2,8%, comparada à taxa de 2012 (56,5%).
Já no país, o percentual de trabalhadores sem contribuição para a Previdência Social em 2007 foi de 49,4% e em 2013 foi de 38,1%, retração de 22,87%, bem superior à redução registrada entre os paraibanos.
O economista do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese) na Paraíba, Renato Silva, frisou que a diminuição anual da taxa de não contribuintes na Paraíba significa que o número de emprego formal está crescendo, fazendo com que cada vez mais a mão de obra tenha carteira assinada e seus direitos garantidos.
“Isso está relacionado ao aumento da formalização das empresas, a iniciativa das pessoas que pagam a Previdência de forma autônoma e o aumento das vagas em alguns setores”, afirmou o economista.
Por outro lado, a taxa alta de pessoas fora da cobertura do INSS, está associada à estrutura econômica do Estado que, segundo ele, é mais atrasada do que outros da região e do país. “Até em atividade primária como a agricultura já não conseguimos manter a mesma competitividade”.
Renato Silva acrescentou que a ausência de um polo industrial de ponta e a carência de uma política de desenvolvimento, que favoreça o crescimento econômico na Paraíba, contribuem para esta realidade. “Em valores monetários temos o segundo pior investimento do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) do Nordeste. O mercado formal muitas vezes cresce de forma sazonal, nos empregos do mês de dezembro, mas depois grande parte é dispensada. Isso não é problema de uma gestão, mas de outras gestões que foram se acumulando”, enfocou.
Mesmo a população economicamente ativa da Paraíba estando em situação mais crítica do que muitos estados do país em termos de contribuição para a Previdência Social e consequentemente acesso à aposentadoria, Renato Silva afirmou que projeta um futuro menos obscuro.
“A tendência é essa taxa melhorar. Acredito que esta população, nos próximos 40 anos, estará vivendo índices de desenvolvimento melhores do que o atual. Porque ao longo dos anos vimos o poder de compra da população D e E melhorando e a fome diminuindo. A própria tecnologia acaba tendo transbordamento entre os Estados. Então, temos que dar este voto de confiança às gestões que virão, para que tragam melhoria nas políticas econômicas para o Estado”. 

Cássio tem 42% e Ricardo, 37%, aponta pesquisa Ibope na Paraíba

eleições 2014 PB
Pesquisa Ibope divulgada nesta sexta-feira (19) aponta os seguintes percentuais de intenção de voto na corrida para o governo da Paraíba:
Cássio Cunha Lima (PSDB) – 42% das intenções de voto
Ricardo Coutinho (PSB) – 37%
Vital do Rêgo (PMDB) – 4%
Major Fábio (PROS) – 1%
Tárcio Teixeira (PSOL) – não chegou a 1%
Antonio Radical (PSTU) – não chegou a 1%
Brancos e nulos – 9%
Não sabe ou não respondeu – 6%  
No levantamento anterior, em 1º de setembro, Cássio tinha 47% e Ricardo, 33%.
A pesquisa foi encomendada pelas TVs Cabo Branco e Paraíba.
O Ibope fez a pesquisa entre os dias 16 e 18  de setembro. O instituto ouviu 812 eleitores em 42 municípios. A margem de erro é de três pontos, para mais ou para menos.
O nível de confiança é de 95%. O que quer dizer que, se levarmos em conta a margem de erro de três pontos para mais ou para menos, a probabilidade de o resultado retratar a realidade é de 95%.
A pesquisa está registrada no Tribunal Regional Eleitoral com o número PB-00029/2014 e no Tribunal Superior Eleitoral sob o protocolo BR-00684/2014. 

Portal Arara
Fonte : G1PB

Maranhão admite receber pensão; Santiago diz que não quis

Maranhão admite receber pensão
O candidato ao Senado José Maranhão (PMDB), admitiu hoje que também recebe uma pensão vitalícia como ex-governador da Paraíba. A afirmação foi feita durante o debate realizado pela TV Tambaú com os cinco postulantes ao Senado cujos partidos têm representação no Congresso Nacional. Maranhão declarou que tem direito ao benefício e não iria negar seu recebimento:
“Sou direto. Recebo porque tenho direito porque sou ex-governador, mas se for eleito senador, vou renunciar a essa pensão”, disse ele.
Antes, o também candidato Wilson Santiago (PTB), companheiro de chapa de Cássio Cunha Lima (PSDB), outro beneficiário da pensão, disse que não concorda com o pagamento de pensão especial a políticos e acrescentou que tinha direito a um pagamento semelhante na Assembleia Legislativa, onde cumpriu dois mandatos como deputado estadual, mas não quis o dinheiro: 
“Eu era muito novo e não vi sentido em receber. Não quis e a própria Assembleia pode provar”, disse Santiago. 
Portal Arara
Fonte : ParlamentoPB

Urnas eletrônicas começam a ser preparadas para as eleições segunda-feira

urnas-eletronicas-comecam-a-ser-preparadas-para-as-eleicoes-segunda-feira.jpg.280x200_q85_crop
O Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba começa segunda-feira a preparar as urnas eletrônicas para as eleições de 5 de outubro. As 24.400 mídias geradas esta semana na sede do TRE serão encaminhadas aos Núcleos de Apoio Técnico às Urnas Eletrônicas – NATUS para que os dados sejam inseridos e os equipamentos fiquem prontos para a votação.
Ao todo serão preparadas 10.757 urnas eletrônicas, sendo 9.523 para serem utilizadas e 1.234 como reservas. A preparação consiste em carregar a urna com as informações que estão num cartão de memória quanto à zona eleitoral a que ela pertence, o município, o local de votação e a seção.
É também com esse cartão de memória de carga que são instalados nas urnas os programas do Tribunal Superior Eleitoral com os dados dos eleitores daquela seção e ainda quais o candidatos em quem ele pode votar e suas respectivas fotos. Por medida de segurança após a votação esses dados são criptografados e só poderão ser identificados no sistema de totalização dos votos através de um programa criado e utilizado apenas pela Justiça Eleitoral.

Portal Arara
Fonte : TRE

Dois homens foram baleados na cabeça, em Guarabira. Um morreu


Dois homens foram baleados agora a noite na cidade de Guarabira. Um conhecido por Del e outro Dodô, foram surpreendidos por elementos, por trás do CAIC, no bairro do Nordeste.
Ambos foram baleados na cabeça, mas apenas Del morreu. Dodô foi levado para o hospital Regional de Guarabira e em seguida transferido para o Trauma em João Pessoa. Pedro Silva de Assis, levou um tiro na cabeça e morreu no local e João Batista da Silva Neto tambem foi baleado na cabeça, mas saiu vivo.
De acordo com o tenente coronel Valério, comandante do 4ª BPM, as vítimas podem estar envolvidas com o consumo de drogas, e o crime pode ter ligações com acerto de contas.
Uma motocicleta foi encontrada no local do crime. A polícia acredita que pertencia as vítimas. Imagens fortes!
IMG-20140919-WA0108IMG-20140919-WA0107IMG-20140919-WA0091IMG-20140919-WA0096IMG-20140919-WA0097
Portal Arara
Fonte : Portal Mídia

Publicidade :

Publicidade :

Publicidade :

Publicidade :

Publicidade :

Publicidade :

Publicidade :

Publicidade :

CUTA O PORTAL...

Publicidade :

Publicidade :

Publicidade :

Publicidade :

Publicidade :

Publicidade :

Publicidade :

Publicidade :

Publicidade :

Publicidade :

Publicidade :

Publicidade :

Publicidade :

Publicidade :

Publicidade :

Hebergeur d'Images Gratuit

Publicidade :

Publicidade :

Publicidade :

Publicidade :

Publicidade :

Publicidade :

Hebergeur d'Images Gratuit

Publicidade :

Publicidade :

Publicidade :

Hebergeur d'Images Gratuit

Publicidade :

Publicidade :

Publicidade :

Publicidade :
 
Portal Arara : 4 Anos | De | Credibilidade
© 2013. Bem Vindo ao Portal Arara - Todos os direitos reservados
Editado por IL Produções Audio Virsual
Contato portalararapb@bol.com.br