publicidade

publicidade

DESTAQUES

PARAIBA

Publicidade :

Publicidade :

CIDADE

publicidade

publicidade

POLICIA

Publicidade

Publicidade

BRASIL

POLITICA

Publicidade

Publicidade

ESPORTES

GERAL

» » PP é citado por quatro deputados da PB como “fonte” de recursos doados em 2014; sigla foi a beneficiária da JBS

O Partido Progressista na Paraíba foi citado, nesta terça-feira (23), por pelo menos quatro deputados estaduais da Assembleia Legislativa da Paraíba como “fonte” dos recursos que foram recebidos por eles através de doações na campanha eleitoral de 2014.
Todos os parlamentares colocaram em suas prestações de contas a JBS como fonte originária dos recursos repassados ao PP e que, a partir do partido, foram destinados a alguns políticos no Estado.
Apontaram o PP como fonte das doações desses recursos os deputados João Bosco Carneiro (PSL), que recebeu R$ 50 mil, o deputado Edmilson Soares (PEN), contemplado com R$ 2.639,40, o deputado João Gonçalves (PSDB), que classificou os recursos de R$ 100 mil para campanha como bônus dado pelo PP e a deputada Daniella Ribeiro (PP), que emplacou a maior parcela da doação de seu partido, cujo valor foi de R$ 267 mil.
Na Paraíba o PP é presidido pelo vice prefeito de Campina Grande, Enivaldo Ribeiro, que tem os dois filhos como deputados de mandato, são eles: Aguinaldo Ribeiro (PP) e Daniella Ribeiro.
A justificativa dada por alguns parlamentares que não são do PP para serem contemplados pelos recursos foram as dobradinhas eleitorais firmadas em vários municípios, sobretudo com o deputado Aguinaldo Ribeiro.
Os recursos, em sua maioria, serviram para pagar a confecção de santinhos e propagandas eleitorais casadas.
“Se tem alguém que tem que explicar alguma coisa é o PP, que foi que passou o recurso para os candidatos. A transferência foi da conta estadual do partido para a conta da campanha do candidato. Não recebi nada diretamente da JBS”, explicou João Bosco Carneiro.
Apesar da repercussão, as doações, em 2014, eram tidas pela justiça eleitorais como legais. A repercussão dos fatos veio à tona apenas agora porque o presidente da JBS confirmou, em delação, que algumas propinas eram destinadas a partidos e a políticos por meio de doações, até mesmo de forma legal.
Portal Arara
Fonte : PB Agora

«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga