publicidade

publicidade

DESTAQUES

PARAIBA

Publicidade :

Publicidade :

CIDADE

publicidade

publicidade

POLICIA

Publicidade

Publicidade

BRASIL

POLITICA

Publicidade

Publicidade

ESPORTES

GERAL

» » » Paraíba ganha plataforma colaborativa para registrar produção cultural do estado

A Paraíba ganhou uma plataforma colaborativa para registrar a produção cultural de todo o estado. A “Cultura na Paraíba” é uma ferramenta de mapeamento cultural disponibilizada para ampliar o acesso às informações sobre eventos, espaços culturais, programas e agentes de cultura, além de facilitar a divulgação e a transparência das iniciativas culturais que ocorrem no território paraibano.


O sistema pode ser alimentado tanto pela população em geral, que se cadastra como agente de cultura (individuais e coletivos) e pode divulgar suas próprias programações, como pelo poder público, que insere informações sobre os equipamentos culturais, programações oficiais, editais de fomento, entre outras ações.


A plataforma online é disponibilizada pela Secretaria de Estado da Cultura da Paraíba (Secult), em parceria com o Instituto Tim. A cerimônia de lançamento acontece nesta terça-feira (13), às 19h, na Fundação Casa de José Américo (FCJA).


De acordo com o Gerente Operacional de Pesquisa Cultural da Secult, Rosildo Oliveira, o sistema possibilitará o cadastro das produções culturais ao oferecer uma visão ampla de forma georreferenciada a partir de cadastro.


“Vendo pela gestão, o sistema possibilita um melhor planejamento das ações dos gestores públicos culturais, o monitoramento e avaliação mais precisos das políticas públicas e o fortalecimento de processos de articulação local e territorialização das ações. A reunião de dados sobre produção cultural possibilita gerar indicadores capazes de balizar políticas públicas eficientes e de qualidade. Como a coleta de dados é colaborativa, as informações passam por um processo de constante atualização”, enfatizou o articulador.


Além de formar uma rede de gestores na qual a tecnologia e a política dialoguem, a plataforma tem o papel de criar um canal constante de construção coletiva de políticas, consultando e interagindo em tempo real com os agentes e facilitando a comunicação com o público.


“Soluções como Mapas Culturais contribuem para a gestão pública, mas sabemos que elas dependem de pessoas comprometidas em tornar concretas as possibilidades que a tecnologia apresenta. Por isso é tão importante a participação conjunta da Secretaria e da população”, afirmou o presidente do Instituto Tim, Manoel Horacio.




Portal Arara

Fonte : G1 PB

«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga