Presos sem condenação são 42% da população carcerária da PB, diz estudo

Os presos provisórios, aqueles que ainda não foram condenado, representam 42% da população carcerária da Paraíba, segundo dados do Levantamento Nacional de Informações Penitenciárias (Infopen), divulgado nesta sexta-feira (8) pelo Departamento Penitenciário Nacional (Depen).
G1 tentou falar com a Secretaria de Administração Penitenciária para comentar os dados, mas as ligações não foram atendidas.
Na ocasião do levantamento, em junho de 2016, 4.798 pessoas estavam presas sem condenação na Paraíba. Além desses, 42% dos presos estavam em regime fechado, 10% em semiaberto, 4% em regime aberto e 1% em cumprimento de medida de segurança de internação.
Para abrigar essa quantidade de presos provisórios, a Paraíba dispõe de 1.338 vagas. Por isso, há um déficit de 3.460 vagas para esse tipo aprisionamento. Para os presidiários do sistema fechado, o déficit é de 2.453 vagas, e, para o semiaberto, de 200 vagas.
O estado tem 69% dos presos sem condenação com mais de 90 dias de aprisionamento. O percentual é o sexto maior do país, empatado com o Pará, sendo menor apenas que Sergipe (100%), Alagoas (91%), Paraná (84%), Amazonas (74%) e Pernambuco (71%).
A maioria dos presos no estado é homem, negro e não chegou a completar o ensino fundamental. Ao todo, são 10.732 presos homens, contra apenas 615 mulheres. Os negros representam 77% da população carcerária, enquanto apenas 22% são brancos. Em relação ao nível de escolaridade, os analfabetos, alfabetizados e com fundamental incompleto somam 85% dos presidiários do estado.
Portal Arara
Fonte:  G1 PB
Tecnologia do Blogger.