Agricultor é encontrado morto queimado e com corpo perfurado no Agreste da PB

Um agricultor de 57 anos foi encontrado morto com várias perfurações pelo corpo e parte dele carbonizado, na comunida de Jenipapo, que fica entre os municípios de Campina Grande, Lagoa Seca e Puxinanã, no Agreste paraibano. A Polícia Civil ainda não tem informações sobre suspeitos.
O corpo de Paulo de Sousa Lima foi encontrado em um terreno próximo a um aterro sanitário. Segundo o Instituto de Polícia Científica (IPC), o homem estava com várias perfurações pelo corpo, que também chegou a ser parcialmente carbonizado. A suspeita do IPC é de que a vítima teria sido queimada ainda viva.
A Polícia Civil está investigado o caso, mas ainda não tem informações sobre suspeito ou motivação para o crime. Um detalhe que chamou a atenção da equipe de investigação é que foi encontrada a quantia de R$ 1 mil em espécia, no bolso da vítima.
Paulo de Sousa Lima morava em Lagoa Seca e, segundo parentes, não havia relatado se estava sendo ameaçado de morte. Sobre o dinheiro no bolso, parentes do agricultor informaram que ele sempre costumava andar com todo o dinheiro que tinha para não deixar em casa.
G1
Tecnologia do Blogger.