PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Força Nacional fica mais seis meses na Amazônia para combater crimes ambientais

O Ministério da Justiça e Segurança Pública prorrogou por mais seis meses a presença de integrantes da Força Nacional nos estados da Amazônia Legal. O objetivo é a participação no combate a crimes ambientais na região.

Entre as ações dos agentes da Força está o apoio a equipes de instituições públicas que atuam com fiscalização de irregularidades e a apuração de crimes ambientais na área, em especial o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), bem como contribuir para a preservação da ordem pública.

A operação com a participação da Força Nacional começou em julho do ano passado, na cidade de Novo Progresso, sudoeste do Pará, estendendo-se até outubro. Em seguida, as equipes foram remanejadas para as cidades de Itaituba, na mesma região; Juína, no noroeste de Mato Grosso, e Humaitá, no sul do Amazonas.

Organizada pelo Ministério da Justiça, a Força Nacional é formada por agentes das instituições de segurança dos governos estaduais, como policiais civis e militares, além de bombeiros. Os integrantes da força recebem treinamento específico e ficam em uma base centralizada em Brasília, denominada Batalhão Escola de Pronto Emprego (Bepe). Atualmente, as equipes estão em 16 operações em 10 estados.

"A Operação Onda Verde também tem o objetivo de combater o comércio ilegal de madeira e crimes em geral. As ações também têm apoio da Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal e dos órgãos locais de segurança pública dos estados", afirma o secretário nacional de Segurança Pública, Carlos Alberto Santos Cruz.




Portal Arara

Fonte: Agencia Brasil
Tecnologia do Blogger.