PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Barragem de açude no Sertão da Paraíba rompe após chuvas



Parte da barragem de um açude em sítio na cidade de Carrapateira, no Sertão paraibano, rompeu na manhã desta segunda-feira (26). Segundo informações dos moradores, as chuvas que caíram no Sertão causaram o rompimento da barragem que faz parte da bacia do Alto Curso do Rio Piranhas. De acordo com a Agência Executiva de Gestão de Águas da Paraíba (Aesa), foram registradas chuvas significativas na região.

Marle Bandeira, meteorologista da Aesa, avaliou que o período chuvoso na Paraíba tem início em fevereiro. Para ela, as recargas que estão ocorrendo em reservatórios na região está dentro do esperado pela Aesa, embora a barragem mostrada no vídeo não seja monitorada pela agência.


De acordo com levantamento feito pela Aesa, até esta segunda-feira (26), apenas dois reservatórios monitorados haviam chegado ou superado 100% da capacidade (sangraram): o São José II em Monteiro e o Olho D’Água na cidade de Mari. Ainda conforme relatório da Aesa, 34 açudes estão com mais de 20% do seu volume máximo, 35 reservatórios estão com menos de 20%, mas com mais de 5% da capacidade. Por fim, 56 mananciais estão em estado crítico, com menos de 5% do volume máximo.

Boa recarga no açude Boqueirão
O açude Epitácio Pessoa, conhecido popularmente como Boqueirão, subiu 44 centímetros nos últimos três dias e atingiu a marca de 11,82% do seu volume total. A recarga ocorreu entre o sábado (24) até a manhã desta segunda-feira (26). Segundo a Aesa, o aumento do volume corresponde a de 3,6 milhões de metros cúbicos de água.

De acordo com a Aesa, o aumento é motivado pelas chuvas na região e pelo aumento da vazão das águas vindas da transposição do Rio São Francisco. As cidades da região de Campina Grande que se destacaram em volume de chuva entre os dias 23 e 24 de fevereiro fora Coxixola (115,1 mm), Taperoá (90,1mm) e Congo (70 mm).

Chuvas em fevereiro
As cinco primeiras cidades que lideram o ranking de registro de chuvas em fevereiro estão localizadas na região do Sertão paraibano. Destaque para a cidade de Cachoeira dos Índios, com o acumulado 343,1 mm, um volume muito maior do que os 166,6 mm previstos para o período no município.

Cachoeira dos Índios - 343,1 mm

Sousa - 315,4 mm

Monte Horebe - 307,5 mm

Cajazeiras - 305,1 mm

Bonito de Santa Fé - 278,2 mm




Portal Arara
Fonte: G1PB
Tecnologia do Blogger.