PUBLICIDADE

Cagepa diz que vazamento não vai contaminar o Rio Gramame

Em nota divulgada na tarde desta sexta-feira (9), a Diretoria de Operação e Manutenção da Cagepa disse que não há possibilidade de contaminação do Rio Gramame, referindo-se a um vazamento ocorrido nesta tarde, que lançou cerca de 40 mil litros de soda cáustica nas águas do rio.
“É importante destacar que a água distribuída pela Cagepa a partir da Estação de Tratamento de Gramame não foi afetada com o vazamento do equipamento, descartando assim, qualquer possibilidade de contaminação”, diz parte da nota.
Apesar do produto despejado não ter sido suficiente para causar danos ao meio ambiente, segundo a Cagepa, técnicos da Gerência de Controle de Qualidade da empresa estão monitorando o manancial e realizando testes para analisar a qualidade da água.
Confira a nota na íntegra
“A Diretoria de Operação e Manutenção da Cagepa informa que, por volta das 12h desta sexta-feira (9), um tanque cilíndrico que armazenava soda cáustica, utilizada no tratamento da água produzida na Estação de Tratamento de Gramame, apresentou um vazamento, que acabou carreando parte do produto químico às margens do Rio Gramame.
Tão logo tomou conhecimento do fato, a Cagepa encaminhou técnicos ao local, que, em pouco tempo, conseguiram conter o vazamento.
A Cagepa explica que a quantidade do produto despejado no rio não foi suficiente para causar danos ao meio ambiente. Apesar disso, técnicos da Gerência de Controle de Qualidade da empresa estão monitorando o manancial e realizando testes para analisar a qualidade da água.
É importante destacar que a água distribuída pela Cagepa, a partir da Estação de Tratamento de Gramame, não foi afetada com o vazamento do equipamento, descartando assim, qualquer possibilidade de contaminação.
Por fim, a Cagepa que já adotou todos procedimentos administrativos necessários para responsabilizar a empresa responsável pelo fornecimento do tanque cilíndrico, visto que o equipamento foi adquirido há pouco menos de cinco anos”.
Entenda o caso
Um vazamento lançou cerca de 40 mil litros de soda cáustica nas águas do Rio Gramame. A informação foi passada pela Defesa Civil, que fez um alerta aos moradores sobre o uso do rio, localizado na Grande João Pessoa.
A vazão, segundo da Coordenadoria Municipal de Proteção e Defesa Civil (Compdec), surgiu na estação de tratamento da Companhia de Água e Esgotos da Paraíba (Cagepa), localizada na cidade do Conde.
A Defesa Civil informou que até ser divulgado o aviso de normalização do rio, os moradores devem evitar o uso da água para banho e consumo.
Portal Arara
Fonte: Portal Correio
Tecnologia do Blogger.