PUBLICIDADE

“Tem uma decisão que é se candidatar, não posso pedir apoio”, diz Ricardo sobre diálogo com Maranhão

Mesmo dizendo que não disputará nenhum cargo em 2018, o governador Ricardo Coutinho (PSB) ainda é uma das figuras centrais do processo eleitoral deste ano. Vez por outra o gestor volta a ser questionado sobre sua saída ou não do governo para uma candidatura ao Senado. Nesta quarta-feira (28) o socialista foi provocado pela imprensa sobre uma possível conversa com a vice-governadora Lígia Feliciano (PDT) em torno de uma desincompatibilização dupla.

Ricardo negou tratativa e reafirmou que ficará no governo até o fim do mandato. “Eu não conversei com absolutamente ninguém, a minha visão é que eu não ponho em risco este equilíbrio [do governo]. Não tem novo governo, não existe essa ideia, essa possibilidade. Fui eu que fui eleito. Eu, governante até dezembro, governarei com a maior alegria”, declarou.
O governador voltou a falar ainda sobre a possibilidade de diálogo com José Maranhão (MDB). Coutinho não poupou elogios ao emedebista e disse que não haver espaços para diálogo neste momento diante da pré-candidatura posta ao governo pelo senador. “Maranhão tem um recall indiscutivelmente muito forte. Ele sabe o que está dizendo, não é alguém que está aprendendo a fazer política agora. Ele tem uma decisão que é se candidatar. Eu, em função disso, não posso pedir a ele, conversar com ele, sobre apoio ao nosso projeto, à nossa candidatura, então eu respeito”, afirmou.

Portal Arara
Fonte: Blog do Gordinho
Tecnologia do Blogger.