PUBLICIDADE

Após levar ‘rasteira’ no PSL, Tião Gomes chama de ‘imoral’ mudanças em partidos

O deputado estadual Tião Gomes (Avante) chamou de imoral a instabilidade de alguns partidos políticos às vésperas das eleições 2018. O desabafo foi feito durante discurso na sessão da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), nesta quarta-feira (14).

“Precisamos urgentemente de uma Reforma Política. Eu mesmo fui vítima desse processo de instabilidade. Hoje eu vejo companheiros nossos apreensivos porque lá em cima se decide uma coisa e aqui embaixo, a gente brigou tanto é expulso. Fizeram isso comigo no PSL, com Branco Mendes, Lindolfo Pires, Janduhy e agora estão fazendo com o PPS. Eu acho isso uma falta de segurança para nós que fazemos política”, falou o deputado.

Tião Gomes disse ainda que a lei que determina que o político tem apenas um mês para decidir qual partido deseja ingressar veio para prejudicar a vida política.

“Veio para atrasar mais ainda aqueles que têm partidos pequenos e médios, porque não se tem segurança. Basta um deputado federal querer mudar de partido, como aconteceu com PRB, e agora com o PPS. Nonato Bandeira que passou tanto tempo brigando e defendendo o PPS, estão tentando tomar o partido dele. Eu não acredito que isso tenha feito porque o PPS, que é solido nesse país, ficamos abismados com essa situação”, lamentou o parlamentar.

O deputado disse que o Avante está aberto para dialogar com os filiados ao PPS. “Se por ventura os filiados ao PPS quiserem sentar com o Avante, eu já falei com o nosso presidente estadual, o deputado Genival Matias, e estamos de braços abertos para discutir essas filiações. Nas vésperas das eleições acontecer uma coisa dessa é uma imoralidade política. Não podemos viver com essa situação. Espero que o Congresso Nacional faça uma revisão e mude essas questões políticas partidárias”, frisou Tião Gomes.




Portal Arara

Fonte: wscom
Tecnologia do Blogger.