PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Polícia Civil investiga se cães foram mortos com crueldade na PB

A morte de mais de 30 cães por determinação do Secretário de Saúde do município de Igaracy, no Sertão da Paraíba, continua repercutindo. Agora quem entrou no caso foi a Polícia Civil do Estado que vai investigar se os animais  foram assassinados com requintes de crueldade, e não por meio do procedimento de eutanásia, como informado pelo secretário municipal.
O delegado da Polícia Civil de Itaporanga, Gleberson Fernandes, que é responsável pelo inquérito que investiga a morte dos animais, declarou nesta quinta-feira (8) que há fortes indícios de que os animais recolhidos pelo município foram sacrificados de forma cruel, uma vez que havia muito sangue no local onde os cães foram encontrados mortos.
Uma equipe do Instituto de Polícia Científica (IPC) da cidade de Patos esteve em Igaracy e realizou o processo de perícia no galpão onde ocorreu a morte dos animais e também em uma área próxima do lixão da cidade, onde os cães foram descartados.
Algumas pessoas da cidade já foram ouvidas e há relatos que animais saudáveis também foram recolhidos e sacrificados.
O laudo com o resultado da investigação deve sair em 20 dias

Portal Arara
Fonte: PB Agora
Tecnologia do Blogger.