PUBLICIDADE

Presidente do PSL nega acordo e afirma que existe apenas uma ‘simpatia’ de Bolsonaro por Romero

O presidente do PSL na Paraíba, Jullian Lemos, negou, na tarde desta terça-feira (01), que exista um acordo ou pacto político por parte de seu partido para seguir Romero Rodrigues. De acordo com Lemos, o que existe é apenas uma simpatia de Jair Bolsonaro pelo prefeito de Campina Grande.
Lemos também negou que esteja participando da equipe de Romero e afirmou que qualquer membro da executiva do PSL que tiver cargo na prefeitura será afastado da sigla.
Ele também disse que comunicou a Rui Galdino que ele não será candidato ao senado pela sigla, e ressaltou que o partido deverá ter um homem e uma mulher concorrendo às vagas para o senado, porém não revelou quem são os nomes.
Quanto aos candidatos postos para disputar o Governo do Estado, Jullian Lemos disse que não vê nenhum dos nomes como boa opção. Ele disse também que não tem uma opinião sobre a pré-candidatura do senador José Maranhão.
Portal Arara
Fonte: Polêmica Paraíba
Tecnologia do Blogger.