PUBLICIDADE

Começa em NY julgamento do homem que já foi o maior traficante de drogas do mundo

Começou nesta segunda-feira (5), em Nova York, o julgamento do traficante mexicano, conhecido como El Chapo.


O primeiro passo do julgamento é a seleção do júri. Um processo cercado de medidas de segurança muito mais rígidas do que o normal. Nos últimos meses, num processo secreto, a Justiça pré-selecionou 40 pessoas. Agora, 12 serão escolhidas para formar o júri. O julgamento pode levar até quatro meses. Durante esse período, elas vão ficar isoladas do mundo e a Justiça quer mantê-las anônimas para o mundo também. Nenhuma câmera pode entrar na Corte, e os nomes dessas pessoas não serão divulgados.


É uma precaução contra a violência do Cartel de Sinaloa. De acordo com as autoridades americanas, uma organização criminosa que pode ter matado dezenas de milhares de pessoas nos últimos 30 anos.


Um cartel criado e comandado por Joaquín Guzmán Loera, o El Chapo. E que, nas contas dos promotores, transportou mais de 200 toneladas de drogas para os Estados Unidos, faturando US$ 14 bilhões.


Guzmán fugiu duas vezes de penitenciárias no México antes de ser preso pela terceira vez e extraditado para os Estados Unidos.


Nesta segunda-feira (5), ao ser levado do sul de Manhattan, onde está preso, para a Corte, a polícia fechou a ponte do Brooklyn. E ninguém sabe como vai ser o transporte na terça-feira (6), ou ainda se El Chapo vai ser mantido no Brooklyn, na Corte, ou em algum outro lugar. Não saber onde El Chapo vai estar é só mais uma das medidas de segurança.


Até as testemunhas são secretas. Mesmo a defesa só vai saber o nome de algumas momentos antes do depoimento. Mais do que garantir que El Chapo pague pelos crimes que cometeu, a Justiça quer garantir a segurança de quem teve a coragem de falar contra ele.




Fonte: G1
Tecnologia do Blogger.