PUBLICIDADE

Remígio reúne numerosos fiéis em encerramento da festa de sua padroeira

No decorrer dos últimos dias, a Paróquia Nossa Senhora do Patrocínio, em Remígio, vivenciou, dos dias 17 a 27, a festa de sua padroeira. Ao longo desses dias, foi refletido acerca do papel de Maria na história da salvação e da igreja. Através do seu “sim”, o Verbo fez-se carne, a Palavra tornou-se Homem. E, assim, o Cristo nasceu, cresceu, sacrificou-se e ressuscitou por todos nós.
Em todas as noites de novenas, participaram padres vindos das diversas paróquias da Diocese de Guarabira: Pe. Kleber Rodrigues, Pe. Arlan Melo, Pe. Daniel Lima, Pe. José André Anselmo, Pe. Francisco Marques, Pe. Janderson Marinho, Pe. José Floren. E, ainda, Pe. Arimatéia Vieira (pároco) e Pe. Francisco Santiago (vigário). A celebração de encerramento foi presidida por Dom Aldemiro Sena,  Bispo Diocesano de Guarabira.
Durante as festividades, aconteceram apresentações culturais, atividades esportivas, carreata e, principalmente, atividades de espiritualidade. E, em seu encerramento, formou-se uma imensa multidão fiéis a entoar cânticos e orar a Deus com a Virgem Maria, percorrendo as ruas de Remígio.
Celebrar fazendo memória à Virgem, é ressaltar que ela doou-se, por completo, a vocação que o próprio Altíssimo lhe confiou: ser Mãe de Deus, Mãe da Igreja. Essa paróquia faz memória a Mãe do Salvador, através do título Nossa Senhora do Patrocínio, única em toda Diocese de Guarabira. Para seus devotos, ela é o patrocínio que dado por Deus, é o conforto na aflição, o refúgio dos desamparados, a saúde dos enfermos, o auxílio na precisão. Como em Caná, todos são convidados a fazer sempre o que Cristo disser. E por ser tão fiel a Deus, Maria tornou-se a Rainha do Céu e da Terra.
Foto: 


João Vitor\PASCOM REMÍGIO
Tecnologia do Blogger.